quinta-feira, 12 de abril de 2012

O golpe do 18 de Brumário

Introdução:

O golpe de Estado de 18 de brumário do ano VIII (brumário, palavra derivada de "bruma" ou "névoa", em francês - pelo calendário da Revolução Francesa, correspondente a 9 de novembro de 1799 pelo calendário gregoriano)[1] iniciou a era do governo napoleônico na França. Wikipedia

Conteúdo:

Napoleão Bonaparte tomava o poder absoluto na França, no episódio que ficaria conhecido como "o golpe do 18 Brumário". Até então, passados 10 anos do início da Revolução Francesa, o país vinha sendo governado por um colegiado de líderes, chamado de Diretório. Ao derrubá-lo, aproveitando-se de seu prestígio nos campos de batalha, o jovem general consolidava seu poder e abria caminho para coroar-se imperador, cinco anos mais tarde.

De volta da campanha do Egito, Napoleão decidiu "salvar a República”, ameaçada pelos monarquistas e pelos jacobinos (revolucionários radicais). Num primeiro momento, os deputados do Conselho dos Quinhentos e do Conselho de Anciãos se recusaram a modificar a Constituição em favor do general, mas, fortemente pressionados, acabaram cedendo e nomeando um governo provisório com três cônsules com iguais poderes cada: Napoleão, Sieyès e Roger Ducos. Não demorou para Napoleão se tornar o Primeiro Cônsul e acumular todos os poderes. Era o dia 18 brumário (de "bruma" ou "névoa" em francês) pelo calendário da Revolução Francesa – correspondente a 9 de novembro de 1799 pelo calendário gregoriano.

Napoleão valera-se de sua ação no Egito para estimular a imaginação dos franceses com as imagens de pirâmides, camelos, dunas e a Pedra de Rosetta. No campo de batalha, teria feito o célebre discurso: “Soldados de França, do alto dessas pirâmides quarenta séculos vos contemplam”. Dois anos antes, com sua vitória sobre os exércitos ítalo-austríacos, já havia adquirido o status de heroi nacional francês. O general recebeu uma recepção apoteótica quando retornou a Paris e, em seguida, começou a planejar o golpe de Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário